quinta-feira, 1 de abril de 2010

Rex, o cachorro fofoqueiro

Imagem Zaroio.com

O rapaz vai para os Estados Unidos para cursar a Universidade, mas já na metade do 1º semestre acaba o dinheiro que o pai lhe deu. Aí ele tem uma idéia brilhante.

Telefona ao pai e sai com esta:

- Pai, você não pode acredita
r nas maravilhas da moderna educação neste país. Pois não é que eles aqui têm um curso para ensinar os cachorros a falar?
O pai, um sujeito simplóri
o, fica maravilhado:
- E como é que faço para que aceitem o Rex aqui de casa?
- É só mandar ele para cá com U$ 5.000 que eu faço a matrícul
a.
E o pai, é claro, cai na conversa e segue a orientaç
ão do filho.
Passados mais alguns meses, o rapaz torra a grana e liga outra vez:
- E daí, meu filho? Como vai o Rex?
- Fala pelos cotovelo
s, pai. Mas agora abriram um outro curso aqui, para os cachorros aprenderem a ler.
- Não brinque! E podemos matricul
ar o Rex?
- Claro! Me mande U$ 10.000 e deixe comigo!
E o velho, mais uma vez, manda o dinheiro.
O tempo vai passando, o final do ano vai chegando e o rapaz se dá conta que vai ter que se explicar. O cachorro, é claro, não fala uma palavra, não lê porra nenhuma, enfim, continua exatamen
te como sempre.
Sem nenhuma consider
ação, solta o pobre bicho na rua e pega o avião de volta para casa.
A primeira pergunta do pai não podia ser outra:
- Onde está o Rex? Comprei uma revista sobre animais, em inglês, para que ele leia para mim.
- Pai, você não imagina. Já tinha tudo pronto para a viagem de volta, quando ví o Rex no sofá, lendo o New York Times, como fazia todas as manhãs. E aí ele me saiu com esta:
'Então, vamos para casa... Como será que está o velho? Será que continua comendo aquela viúva que mora na casa da frente?'
E o pai, mais do que rapidame
nte:
- Mas que cachorro lazarent
o... Espero que você tenha metido uma bala nesse filho da puta, antes que venha falar com tua mãe!
- Mas é claro, pai. Foi o que fiz!
- É assim que se procede, filho!...
Dizem que o rapaz se formou com louvor e tornou-s
e um político de renome...

Recebi por E-mail

3 comentários:

lison disse...

Que Post Fantástico!
KKKKKKKKKKKKKKKKKK
AMIGO ANANIAS, esta crônica é nota dez, uma preciosidade!
Ainda estou a rir com esse linguarudo “bilíngüe”!
Um ótimo post!

Feliz Páscoa para você e a família!
Abraços,
LISON.

Sissym disse...

Ele só podia mesmo se "formar" num político, daqueles de renome nas páginas de jornais que metem o malho com toda razao! kkkkkkkkkk

Principe Encantado disse...

Realmente impecável, estou rindo muito.
Abraços forte